DIFERENÇAS ENTRE TRANSFORMADORES DE DISTRIBUIÇÃO E FORÇA – PARTE 3: APLICAÇÕES, VANTAGENS E DESVANTAGENS

Na última parte desta pequena série (parte 1) e (parte 2), agora sabendo das diferenças entre transformadores de distribuição e força, elencaremos as aplicações, vantagens e desvantagens de cada tipo de equipamento. Custo de instalação e manutenção Transformadores de distribuição…

Veja na íntegra

DIFERENÇAS ENTRE TRANSFORMADORES DE DISTRIBUIÇÃO E FORÇA – PARTE 2: TRANSFORMADORES DE FORÇA

Nesta segunda parte do nosso comparativo entre transformadores de distribuição e força (veja aqui a parte 1), iremos tratar dos equipamentos desenvolvidos para potências normatizadas iguais ou superiores a 500 kVA, os transformadores de força. Assim como todo transformador, sua…

Veja na íntegra

DIFERENÇAS ENTRE TRANSFORMADORES DE DISTRIBUIÇÃO E FORÇA – PARTE 1: TRANSFORMADORES DE DISTRIBUIÇÃO

Transformadores de distribuição e força devem, necessariamente, atender às especificações da norma ABNT NBR 5356 em suas partes 1, 2, 3, 4 e 5. Obviamente, existem diversos métodos construtivos, tipos de núcleo e aplicações em geral que diferem para diferentes…

Veja na íntegra

ATERRAMENTO DE TRANSFORMADORES E TRANSFORMADORES DE ATERRAMENTO

Basicamente, o aterramento de qualquer equipamento elétrico visa equipotencializar todas as partes metálicas e neutro/retorno para “zero volts”. Além de uma medida de segurança para evitar descargas por eletricidade estática nas massas ou falhas em componentes elétricos pela potência que…

Veja na íntegra

ANÁLISES FISICO-QUÍMICAS E CROMATOGRÁFICAS EM ÓLEOS ISOLANTES DE TRANSFORMADORES: PRINCIPAIS DIFERENÇAS E APLICAÇÕES

Um dos métodos mais antigos e ainda eficazes de manutenção preventiva em transformadores à óleo é a análise do fluido isolante. Não como único critério de avaliação, mas como um importante indicador do estado do isolamento do equipamento. E ao…

Veja na íntegra

TRATAMENTO DE ÓLEO ISOLANTE ATRAVÉS DE EQUIPAMENTO TERMO-VÁCUO

Os óleos dielétricos (também chamados popularmente de isolantes, que é uma das características destes quando preservados em bom estado) utilizados em transformadores possuem a finalidade principal de garantir isolação elétrica entre os componentes do transformador e dissipar para o exterior…

Veja na íntegra

As Principais Diferenças entre Transformadores a Óleo e a Seco: – Parte 2

Dentre as muitas diferenças existentes entre transformadores a óleo e a seco, convém considerar aquelas relativas à temperatura de operação como estando dentre as de maior importância. Isso porque a temperatura é o fator determinante do tempo de vida útil…

Veja na íntegra

As Principais Diferenças entre Transformadores a Óleo e a Seco – Parte 1 – Generalidades

Historicamente, os primeiros transformadores eram do tipo seco, ou “a seco”, como é comumente falado. Na verdade, esse termo ainda então não existia, pois, os primeiros transformadores (de baixa-tensão e muito rudimentares) utilizavam essencialmente materiais sólidos como isolantes dos condutores,…

Veja na íntegra

Manutenção preventiva em transformadores: Expectativas e Realidades

Já se foi o tempo em que limpar isoladores e coletar óleo mineral isolante para análises físico-químicas era considerada manutenção preventiva em transformadores. Hoje, a manutenção preditiva e preventiva em transformadores exige equipamentos precisos e conhecimento técnico e matemático para…

Veja na íntegra